Solução operacionalizada em parceria com pesquisadores da UFPI possibilita que familiares realizem visitas sem necessidade de se deslocarem ao hospital.

As videochamadas realizadas pelo Hospital de Campanha Estadual (HCE) para aproximar pacientes e familiares, agora, podem ser realizadas a partir de casa, sem que os parentes precisem se deslocar até o hospital.

As visitas virtuais são uma forma de reduzir a solidão e a ansiedade dos pacientes acometidos pela Covid-19, permitindo a comunicação deles com seus familiares por meio de um tablet.

No início, para conseguir fazer essa visita por videochamada, era preciso se dirigir até o hospital para usar o computador instalado nas cabines privativas. Agora, as visitas também podem ser feitas direto da casa dos familiares.

A iniciativa do hospital, pioneira no Piauí e no Brasil, contempla, especialmente, os familiares que não podem se descolar ao HCE por residirem em outros municípios e/ou estarem em grupos de risco para COVID-19. A novidade foi possível através da participação dos pesquisadores do Projeto de Pesquisa Desenvolvimento e Inovação (PDI) da Universidade Federal do Piauí (UFPI) e a equipe de Tecnologias da Informação (TI) do HCE.

“Nós criamos essa alternativa de aproximação dos pacientes e seus familiares porque temos vários pacientes que são de fora da capital, que têm familiares com dificuldade de se locomover para visitar seus pacientes internados no nosso hospital. Além disso, é uma alternativa segura para o chamado grupo de risco, que deve estar em isolamento. Então, a gente reduz a distância entre os familiares e os pacientes através da tecnologia, oferecendo essa comunicação de forma segura e com privacidade”, explica o Prof. doutor Joel Coelho Rodrigues, coordenador geral do Projeto de PDI da UFPI para o HCE.

Como funciona
Para realizar as visitas de casa, os familiares devem entrar em contato com a Ouvidoria do hospital (86 3301-7591) para agendar um horário. Os profissionais que atuam na área restrita estarão preparados para auxiliar o paciente. Próximo ao horário da visita, será enviado um link de uma sala virtual à família para a realização da videochamada.

O paciente Francisco de Assis Moura recebeu a visita simultânea de três filhos, cada um em uma residência diferente. “Quando os pacientes são internados, seus parentes também precisam ficar em isolamento porque tiveram contato e, por isso, não têm como fazer essa visita no Hospital de Campanha, como é o meu caso. A videochamada é importante para a gente ter a tranquilidade e a segurança de estar vendo como ele está e é importante para ele também, mesmo com todo afago que tem da equipe que trata com muita humanidade, não é a mesma coisa que o carinho da família. É importante ele ter esse contato até para sua recuperação”, Ludmila Moura, filha do paciente.

Atualmente, o HCE disponibiliza visitas virtuais em cabines privativas, localizadas na unidade de saúde, que continuarão acontecendo regularmente.

“Nós NÃO queremos que substitua o serviço diferenciado que oferecemos hoje aos visitantes no Hospital, no qual temos o acolhimento da assistência social e o apoio psicológico. Então, queremos que esse serviço funcione como um adicional àquilo que temos o privilégio de oferecer à nossa comunidade”, finaliza professor Joel Rodrigues.