A unidade de saúde tem três semanas de funcionamento e recebe pacientes de todo o Piauí.

O Hospital de Campanha Estadual (HCE) funciona há cerca de 25 dias como uma unidade de saúde de retaguarda, e recebe pacientes transferidos pelo sistema de regulação do Estado do Piauí. No hospital, trabalham mais de 200 profissionais da área da saúde e administrativa.

A unidade de saúde foi criada em caráter emergencial para tratar pacientes com Covid-19 e já recebeu pacientes da capital, Teresina, e de outros municípios, como Altos, Luzilândia, Alto Longá, José de Freitas, Campo Maior e Demerval Lobão.

A enfermeira do Núcleo Interno de Regulação (NIR), Maria Santos, explicou que a regulação dos pacientes é realizada através de um sistema da Secretaria de Estado da Saúde do Piauí (Sesapi). “A gente cadastrou os leitos do HCE no sistema e eles são regulados de acordo com o nosso perfil, que são pacientes de baixa e média complexidade. Quando o paciente está aqui a gente ocupa essa vaga no sistema, quando estamos aguardando pacientes as vagas ficam reservadas, e temos também as vagas disponíveis no sistema”, disse a enfermeira.

Além disso, o NIR elabora uma planilha com todos os dados da regulação. “A gente tem que ter o controle de todos os pacientes que chegam, pacientes que recebem alta, pacientes que são regulados para outros serviços, pacientes que têm óbito, taxa de ocupação e taxa de mortalidade. Essas informações são importantes para termos os dados para os nossos indicadores de qualidade, nos quais a gente avalia como está o nosso serviço, como está a nossa assistência e ajuda a traçar planejamentos de estratégias para melhorias”, afirmou Maria Santos.

De acordo com o diretor do Hospital de Campanha Estadual, Jefferson Campelo, o trabalho desenvolvido no HCE é um desafio, mas que tem obtido resultados positivos. “Não tínhamos nenhuma experiência em termos de hospitais de campanha, tem sido um grande aprendizado. Com 29 dias de funcionamento, tivemos a oportunidade de tratar mais de 100 pacientes e praticamente metade deles teve alta, é um motivo de grande satisfação. Os resultados mostram que tudo aquilo que nós planejamos, que é poder atender com qualidade e ter resultados satisfatórios, tem sido uma grande vitória. É uma grande satisfação para todos, nada se iguala a essa satisfação de poder devolver a vida e a saúde dessas pessoas”, relatou o diretor.

No momento, 31 pacientes estão internados no Hospital de Campanha Estadual passando por tratamento contra a Covid-19 e cerca de 120 pessoas já tiveram alta.