A unidade de saúde pretende diagnosticar precocemente colaboradores que estejam contaminados.

O Hospital de Campanha Estadual (HCE) está realizando teste rápido nos colaboradores que atuam no hospital, tanto na área clínica quanto administrativa. A medida, organizada pela Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) junto com o setor de Segurança do Trabalho, visa diagnosticar possíveis contaminações por coronavírus para que o profissional possa se isolar e tratar devidamente a doença.

Com os números crescentes de casos de coronavírus no Brasil, é importante que haja o diagnóstico prematuro para evitar a disseminação da doença. O Hospital de Campanha Estadual se preocupa com a saúde de seus colaboradores e o diagnóstico prematuro dos possíveis contaminados torna possível o tratamento no início da contaminação, evitando o agravamento da doença. Os colaboradores estão sendo organizados em pequenos grupos para fazerem o exame na saída do turno, nos seguintes horários: 7h, 13h e 19h.

“Estamos realizando esses testes rápidos como forma de triagem para fazer uma detecção precoce desses profissionais que estão trabalhando no Hospital de Campanha. O resultado é obtido em quinze minutos e a gente está disponibilizando o laudo no setor de Segurança do Trabalhador, com o técnico do trabalho”, informou Herilane Cavalcante, coordenadora da CCIH.

Para a realização do teste rápido, é coletada uma pequena amostra de sangue. Com isso, é possível detectar as imunoglobulinas produzidas pelo organismo em reação ao vírus. “A gente está fazendo a busca porque muitos profissionais podem estar assintomáticos e transmitindo o vírus. Quando o exame aponta IgG é porque já houve o contato com o vírus e possui anticorpos, e o IgM é quando você está com o vírus ativo naquele momento, é quando a gente encaminha para o médico do trabalho que vai fazer o atendimento”, explicou Francelia de Jesus Bezerra, enfermeira da CCIH.

A técnica de enfermagem Fabrycia Pereira realizou o teste e ressaltou a relevância do diagnóstico para haver um isolamento do colaborador contaminado. “Eu acho importante ter esse teste, porque temos contato com os pacientes e trabalhamos em um ambiente contaminado. Posso estar assintomática e acabar contaminando os outros funcionários e a família”, disse.

O laudo do teste será disponibilizado 24 horas após a sua realização. Caso o resultado seja positivo para coronavírus, o profissional receberá uma ligação da equipe informando o diagnóstico. Além disso, será encaminhado ao médico do trabalho para receber as devidas orientações e será afastado temporariamente do hospital.