Os colaboradores do Hospital de Campanha Estadual (HCE) foram recepcionados em seu primeiro dia de trabalho, nesta segunda-feira (1°), com mensagens positivas e chocolate.

Foto: Cinara Taumaturgo

Os profissionais receberam as palavras de apoio da diretoria do hospital e da equipe da psicologia e assistentes sociais.

Segundo Jefferson Campelo, diretor do HCE, o objetivo é que os colaboradores se sintam acolhidos, tendo em vista que o hospital prima pela saúde mental e física dos trabalhadores, para o melhor enfrentamento da Covid-19.

“Nessa pandemia, a gente tem que pensar em todos os lados, temos que pensar no lado do profissional que está à frente do processo, temos que pensar no lado do paciente, que é o nosso maior compromisso, e temos que pensar também na família. Esse acolhimento foi no sentido de darmos esse apoio, de agradecer por terem se disponibilizado a trabalhar em uma área tão crítica, que é a área em que se tem Covid-19. A nosso intenção é passar segurança aos trabalhadores para que possam desenvolver suas atividades na melhor forma possível”, afirmou o diretor.

O acolhimento dos colaboradores foi organizado pela assessoria de comunicação da Fundação Cultural e de Fomento à Pesquisa, Ensino, Extensão e Inovação (Fadex), e pela equipe da psicologia e assistência social do hospital, que proferiram palavras de incentivo e apoio aos colaboradores.

“Hoje a gente fez um acolhimento com os profissionais que estão trabalhando no Hospital de Campanha, como um modo de acolher de forma bem sensível, humanizada, com um mimo e uma mensagem de que vamos vencer a Covid-19. Tudo isso é uma aproximação de toda equipe técnica, trazendo as boas-vindas e uma mensagem de amor e carinho”, disse o psicólogo Maurício Silveira.

Além dos profissionais, os pacientes e familiares vão receber o apoio dos psicólogos e assistentes sociais do hospital. “O atendimento psicológico ao paciente vai ser feito através da escuta e do apoio. Será um acesso remoto através de tablets que foram disponibilizados para o serviço social e para psicologia. Será feito um contato trabalhando a humanização, fazendo ligações de videochamada, nas quais esse paciente terá acesso ao seu familiar, porque nós acreditamos que, por meio dessa humanização, esse paciente trará resultados positivos”, ressaltou Maurício Silveira.