Visitas por meio de videochamadas causam conforto aos pacientes e seus familiares.

A Covid-19 é uma doença que exige o isolamento físico para evitar o contágio de outras pessoas, mas isso não quer dizer que os pacientes do Hospital de Campanha Estadual (HCE) estejam isolados do amor e carinho de suas famílias.

Com a ajuda da tecnologia, os pacientes estão recebendo a visita de seus familiares por videochamadas.

Para agendar uma visita, o familiar deve ligar para o HCE (86) 3301-7591 e marcar o horário que melhor se adequar a sua disponibilidade e a do hospital.

“As visitas ocorrem através do contato telefônico por agendamento de segunda-feira a domingo, sendo que cada visita tem duas pessoas por paciente. O objetivo é oferecer qualidade no atendimento ao usuário e seus familiares quando estiverem sob os cuidados da instituição hospitalar”, informou a assistente social Jacynilza Coelho.

Os visitantes acessam o hospital por uma entrada exclusiva e são direcionados ao local preparado para a realização das videochamadas no Ginásio Verdão. Lá são acolhidos pela equipe de psicólogos e assistentes sociais, fortalecendo os vínculos e trabalhando as implicações emocionais do adoecimento.

“Por dever ético, humano e pelo senso de coletividade, também cabe a nós o ato de cuidar. Precisamos tratar da saúde emocional dos pacientes, de seus familiares e das equipes clínicas que estão na linha de frente. Somos todos cuidadores”, ressaltou Juliana Mororó, psicóloga do Hospital de Campanha Estadual.

As visitas podem ocorrer de segunda-feira a sexta-feira das 9h às 11h e das 15h às 17h. Já no sábado e domingo as visitas ocorrem das 8h às 10h.

 

Hospital de Campanha Estadual 

O Hospital de Campanha Estadual (HCE) foi criado em caráter emergencial no Ginásio Verdão para tratar pacientes com Covid-19 de baixa e média complexidade.

A unidade hospitalar tem capacidade para receber 103 pacientes, sendo 90 leitos clínicos e 13 leitos de estabilização.

O HCE não é um hospital de portas abertas. Os pacientes são encaminhados através do sistema de regulação do Estado, transferidos de outras unidades de saúde. Ao chegar ao hospital, os pacientes são submetidos a uma triagem, onde é decidido se irá retornar para casa e será acompanhado remotamente pela equipe de enfermagem, ou se será internado no leito clínico ou de estabilização.

A unidade de saúde é administrada através de uma parceria entre a Fundação Cultural e de Fomento à Pesquisa, Ensino, Extensão e Inovação (Fadex), Universidade Federal do Piauí (UFPI) e Secretaria de Estado da Saúde do Piauí (SESAPI). Além de tratar pacientes com Coronavírus, o HCE é um polo de pesquisa em diversas áreas do conhecimento.